heroesmaker_curriculo_post10_img1

 

O que seu Currículo tem a ver com Design Thinking?

Conheça a nova tendência do design que está inovando até a sua busca por emprego.

Se pudéssemos resumir o que é Design Thinking em uma frase, diríamos: criatividade para gerar solução de problemas.

Mas hoje queremos expandir um pouco mais esse conceito e explicar como este novo modo de trabalhar ideias e soluções está transformando tantas areas do conhecimento. E como esta novidade chegou ao seu currículo.

 

| VEJA TAMBÉM: Crie um Super Currículo Grátis, com Design Thinking |

 

O conceito de design como “forma de pensar” nasceu a partir de 1969 com o livro The Science of Artificial, de Hebert A. Simon. Já o termo Design Thinking, ainda ligado à engenharia, foi criado e difundido por Rolf Faste, professor de Stanford, e posteriormente adaptado à administração por David M. Kelley, professor e colega da mesma universidade.

Mas o que é exatamente o Design Thinking?

É um método prático e criativo de solução de problemas com uma natureza não linear, onde problemas e soluções são discutidas simultaneamente. Onde o foco nas necessidades reais são mais importantes que suposições estatísticas.

Diferente do método científico tradicional, que primeiro identifica todos os problemas para então traçar objetivos, o Design Thinking investiga aspectos conhecidos e ambíguos, mas que podem gerar alternativas para a redefinição do problema inicial.

Em outras palavras, o Design Thinking te permite olhar o resultado da partida enquanto está no treinamento e modificar o esquema tático antes dos 45 minutos finais.

Dessa forma, é possível enfrentar problemas complexos e de alto risco, com um menor custo e uma maior probabilidade de sucesso.

A abordagem é dividida em 4 etapas:

Imersão

Estudo e observação do cenário e desafio.

Análise e síntese

Análise de dados coletados através da observação

Ideação

Momento de formular a solução para o problema

Prototipação

Hora de testar a ideia, mas sem grandes gastos. Primeiro, é preciso comprovar que a ideia cumpre com seu objetivo.

Caso o protótipo não funcione, retorna-se às fases anteriores em busca de novos caminhos, mas sempre aportando o aprendizado adquirido com o teste fracassado.

E o que o Design Thinking tem a ver com seu currículo?

Ao criar seu currículo, você precisa criar muitos “protótipos”, que serão testados em cada envio a vagas de emprego. Algumas informações serão mais relevantes para determinadas vagas que outras. A cada candidatura você poderá aprender alguma informação nova que será útil para aprimorar seu currículo inicial, como observar o currículo de algum concorrente, por exemplo.

Então, ao criar seu currículo, tenha em mente esta flexibilidade. Divida as informações em blocos e salve cada parte separadamente. Prove combinações diferentes, como dados pessoais em destaque e descrições mais curtas da sua experiência. Utilize toda sua empatia para entender as necessidades de cada empresa. Teste cada combinação com colegas do mercado ou enviando a vagas menos relevantes. Quando chegar à combinação certa, invista no envio do seu currículo ao máximo de vagas similares.

| GOSTOU? Acompanhe outras notícias sobre Emprego e Carreira |

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado.Email address is required.